RSS
Tecnologia do Blogger.

Viagem Medieval em Terra de Santa Maria


Do dia 1 ao dia 10 de Agosto irá decorrer a XII edição da Viagem Medieval em Terra de Santa Maria. Durante 10 dias, Santa Maria da Feira regressa ao passado e revive tempos de glória, de conquistas e de justas.

Todos estamos convidados a participar nesta grande peça teatral, inclusivé trajados a rigor. Em outros anos era possível alugar fatos, mas este ano, se estiver realmente interessado em viver ao máximo esta viagem medieval, aproveite o desconto de 40% (até ao dia 31 de Julho) na compra de qualquer traje medieval disponível na Loja Oficial da Viagem Medieval.

Enquadramento histórico:

«No reinado de D. Dinis, o processo da Reconquista estava praticamente encerrado. A presença da Ordem dos Templários propiciava o melhor argumento para a defesa do Reino, sendo utilizada como instrumento da política de consolidação nacional implementada por el-rei. Mas, acusações levantadas por Filipe, o belo, de França contra os membros da Ordem, levam o papa Clemente V a extingui-la e a promover um concílio em Hispânia para averiguar as responsabilidades nestes territórios.

El-rei D. Dinis não permite a alienação dos bens dos Templários e com este pretexto, faz um pacto secreto com Fernando IV de Castela, propondo a criação de uma nova ordem militar que receberia em doação aqueles bens. O papa João XXII promulga a bula Ad ea ex quibus que institui em Portugal, a Ordem de Cavalaria de Nosso Senhor Jesus Cristo, destinada a manter a cruzada religiosa contra os sarracenos, atribuindo-lhe a regra de Calatrava, com sede em Castro Marim e sujeitando-a à jurisdição do abade de Alcobaça.

Na década de vinte do séc. XIV, o reino de Portugal encontra-se em guerra civil. De um lado, os partidários de D. Dinis e do outro, seu filho herdeiro D. Afonso, apoiado pela nobreza senhorial. Em 1321, numa altura em que era alcaide do Castelo da Feira, Gonçalo Rodrigues de Macedo, o futuro D. Afonso IV, a caminho do Porto, decide tomar o castelo. El-rei avança com as suas tropas em direcção ao norte e retoma a posse do Castelo da Feira. No final da peleja, com a intervenção da rainha D. Isabel, donatária da Terra de Santa Maria, el-rei D. Dinis concede o Castelo da Feira a seu filho.
(in
www.viagemmedieval.com)



Mapa da Viagem Medieval (disponível no site)


São muitas as áreas temáticas para visitar e acreditem que um dia não basta para viverem este regresso ao passado em plenitude. Este ano haverá novas áreas, o que significa que para aqueles que dizem que já conhecem e Viagem Medieval e que não precisam de ir este ano, estão muito enganados. De ano para ano, a organização da Viagem Medieval surpreende-nos com novas atracções e novos divertimentos.

Vem e surpreende-te!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Activistas dos direitos dos animais na África do Sul

Na passada terça-feira, 15 de julho, a Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies Ameaçadas de Extinção (CITES) incluiu a China, um dos maiores consumidores de marfim do mundo, entre as nações que podem comercializar com a África do Sul e tiveram autorização para importar 51 toneladas de marfim. Isto significa que cerca de 8 mil animais serão sacrificados para satisfazer a procura chinesa.

Grupos dos direitos dos animais estão a protestar vigorosamente. Uma declaração emitida pelos direitos dos animais do grupo África destaca que "com essa venda foi literalmente dada luz verde à caça furtiva internacional e o crime organizado e irá representar um pesadelo para as agências em África". Em 1989, Cites, que inclui 173 países, decidiu a proibição do comércio de materiais valiosos, permitindo-o novamente em 1997, para um pequeno grupo de países do sub-sahara,com intervalos específicos. A decisão de incluir a China é acreditado para ser um reconhecimento dos esforços de Pequim para bloquear o tráfico ilegal: de acordo com outros grupos dos direitos dos animais, o país asiático "fez grandes progressos no bloqueio de comércio subterrâneo", fornecendo a prova de "maturidade e responsabilidade".

Entretanto, no dia 16 de Julho de manhã, um policia queniano prendeu três cidadãos chineses (dois dos quais mulheres), no aeroporto internacional, em Nairobi, sob a acusação de "tráfico ilegal de marfim". Eles tinham escondido 36 peças em sua bagagem, incluindo pulseiras, chopsticks, e figuras esculpidas a partir do material precioso. Aqui está a prova de "maturidade e responsabilidade".

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Mais uma triste história

Esta é mais uma triste história de um pobre animal que sofreu às mãos de um ser desprezível que se diz ser ser humano. E como se torna habitual, esta história passa-se em Espanha, como se não bastasse os espanhois torturarem os touros (tradição, chamam eles!), também fazem e permitem que histórias como esta e como as outras que já postei continuem a acontecer. Mas onde está o humanismo das pessoas? Como é que nos podemos considerar como a raça superior e inteligente, se todos os nosso actos denuciam-nos?! Continuamos a matar desmedidamente os nossos animais! Continuamos a poluir os nosso mares e ar! Continuamos a matarmo-nos uns aos outros e ao nosso querido planeta!
Isto, meus amigos, tem de parar. Eu não consigo ficar de braços cruzados quando vejo estas atrocidades a acontecerem. E vocês conseguem?

Este cão foi socorrido por uma senhora chamada Olga. Ele estava acorrentado a uma parede pela boca e foi deixado para morrer! Graças a esta senhora, que o acolheu e o levou ao veterinário, este ser vivo tem mais uma hipótese de viver.

Eis a sua história:

"Chained through the mouth to a wall and left to die


podencoThis is a podenco, found chained through its mouth and round its head to a wall, left to die.

It was found in the town of Higuera de la Serena.

An angel named Olga rescued it, with a lot of help from the ayuntanimiento (town hall).

It took from dawn till dusk to free him, he was so terrified and the chain was so thick.

podencoHe is now being cared for in her home; her husband cannot get near him, he is so terrified of men.

What must this poor dog have suffered. What sick human inflicted this upon him.

The second picture shows him in the veterinary surgery."

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Circunstâncias + B.T.I.S.

No passado Domingo, dia 13 de Julho, realizou-se o desfile e concurso das B.T.I.S. - Bicicletas Totalmente Incríveis e Saudáveis. Um desfile que contou com cerca de vinte participantes de várias idades e que provou que com um pouco de imaginação podemos construir bicicletas engraçadas. O objectivo, como já referi num post anterior, era promover o uso da bicicleta como meio de transporte ecológio e saudável. Penso que a ideia foi transmitida e quem teve receio de participar este ano (a vergonha é uma coisa muito feia!) ou então não teve tempo para se preparar (como foi o meu caso), pode sempre participar para o ano. Só necessita de uma bicicleta e muita imaginação.
Mas a animação em Espinho não se limitou à B.T.I.S. No Sábado à noite e durante a tarde de Domingo, houve animação de rua com "Circunstâncias - Encontro de Artes de Rua". No Sábado à noite houve um espectáculo de fogo intitulado "Ponto de Fuga", pelo grupo Radar 360º. No Sábado à tarde também houve animação para os mais jovens pelo grupo PIA.


Temos de louvar estas iniciativas por parte da Câmara de Espinho. Muitos espinhenses, como eu, consideram que o Verão de Espinho tem vindo a perder qualidade e animação. Quem não se lembra dos concertos na praia nos fins-de-semana à noite? Aos poucos, esses bons velhos tempos vão regressando à nossa cidade. E cabe-nos a nós, espinhenses, ajudar na divulgação desta terra tão portuguesa.


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Memorial to Rachel Corrie




Rachel Corrie era uma estudante da Universidade de Olympia (Washington) e pertencia ao movimento pela justiça e pela paz. Com a sua associação pacifista, organizou iniciativas pela ocasião do aniversário do 11 de Setembro, em memória das vítimas do desastre e da guerra do Afeganistão.

Rachel decidiu ir para Israel onde se reuniu ao grupo palestiniano Movimento Internacional de Solidariedade. Participava em acções para bloquear escavadores israelitas que tentavam deitar abaixo casas com pessoas ainda lá dentro, nos territórios palestinianos.

«Destroem as casas mesmo com gente dentro, não têm respeito por nada nem por ninguém»

A 16 de Março de 2003, numa acção em Rafah, na fronteira de Gaza, Rachel encontrava-se com os seus amigos a tentar opôr-se às demolições.

«Estava sentada na trajectória do bulldozer, o condutor viu-a, continuou e passou-lhe por cima» - Joseph Smith

«A escavadora deitou-lhe terra em cima e depois pisou-a» - Nicholas Dure

Rachel influenciou o mundo com a sua coragem e determinação. A sua morte não passou despercebida a ninguém, e apesar dos Israelitas negarem que a sua morte foi intencional, a verdade é que há testemunhas e imagens. São estas testemunhas e estas imagens que deram continuidade ao trabalho de Rachel e que desde então nos pedem para sermos também activistas pacifistas em prol de uma mundo mais justo e humano.

Na Rachel Corrie Foundation for Peace and Justice irão encontrar mais informações sobre esta grande mulher, nomeadamente links para outros sites de interesse e formas de também nós ajudarmos.







Este ano também foi lançado um livro/ dirário da sua vida, desde pensamentos a emails enviados enquanto esteve na Palestina. Porque não oferecê-lo a um amigo?




Rachel Corrie

Let Me Stand Alone

The Journals of Rachel Corrie

With an introduction and annotations by the Corrie family

One young woman’s voice—intense and poetic—grapples with universal ideas as it chronicles a personal journey cut short.

How do we find our way in the world? How do our actions affect others? What do we owe the rest of humanity? These are the timeless questions so eloquently posed by Rachel Corrie, a young American activist killed on March 16, 2003, as she tried to block the demolition of a Palestinian family’s home in the Gaza Strip. She was twenty-three years old.

Let Me Stand Alone reveals Corrie’s striking gifts as a poet and writer while telling her story in her own words, from her earliest reflections to her final e-mails. Her writing brings to life all that it means to come of age—a dawning sense of self, a thirst for one’s own ideals, and an evolving connection to others, near and far. Corrie writes about the looming issues of her time as well as the ordinary angst of an American teen, all with breathtaking passion, compassion, insight, and humor. Her writing reverberates with conviction and echoes her long-held belief in the oneness of humanity: “We have got to understand that they dream our dreams, and we dream theirs.”

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

"I'll kill you!"

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Still looking for a special person


Porque não adoptar um galgo? Ou um outro animal? São tantos os animais abandonados ou socorridos de uma vida de miséria e tortura.

Principalmente no Verão, deparamo-nos com tristes imagens de animais a vaguearem pelas ruas, à procura de comida, com as costelas salientes de tanto passarem fome. Muitos deles ainda com a coleira. Onde estão os seus donos? Aquele "ser humano" que outrora cuidou do seu animal, mas porque quer ir de férias e não se quer dar ao trabalho de arranjar quem tome conta dele ou então deixá-lo num hotel canino, prefere abandoná-lo. "Morreu" dizem aos seus filhos quando regressam de viagem e as crianças não os encontram em suas casas.

Ter um animal, seja ele cão ou gato, até mesmo um peixe, implica ter tempo para cuidar dele. Amá-lo e alimentá-lo. Brincar com ele e protegê-lo.

Queres adoptar um animal? Fá-lo. Mas com consciência e responsabilidade!


Cameron snooze

Cameron enjoys a snooze after a busy day, can you help find him a home?
Cameron is still looking for his forever home, he really needs someone soon, to carry on his training and teach him that life is about more than scavenging for food.

Contact Vero on sinadobo@hotmail.com


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

The beginning of a journey into the world of the galgos


«This time last year, the first week of July, I travelled into Spain, to Ciudad Real, to get my galga Karmel. Little did I know upon what a journey I was embarking.

I chose my galga Karmel from the website of L'Europe des Levriers.

I chose her because the information was that she had been in the refuge for a few months, she had a puppy - not hers - snuggling up to her in her picture - and she was brindle, which was the same colouring as our French levrier X.

It was a journey which changed my life.

You can read about my trip in a piece I wrote for the Daily Telegraph, titled Fast work by the galgo rescuers.

I learned about the plight of the galgos - how the galguerros meet out such cruelty, during the lives of the galgos and, more horrifically, at the end of the hunting season.

I determined to do what I could to help publicise the plight of the galgos.

And I was introduced to Craig McGinty, through another animal enthusiast Susie Kelly, and a big hole in my life in France became filled.

Craig and I exchanged ideas and he came up with the suggestion of having a weblog for the galgos. With my past experience in radio journalism with the BBC, I came up with the idea of a galgo 'newspaper' whereby I could cover galgo news from all or as many of the galgo rescue associations and refuges and every other association involved in trying to improve the plight of the galgo in Spain.

So Galgo News was born.

I now want to pay tribute to Craig McGinty. He runs Galgo News free; he makes no charges for his input to host Galgo News. I can write whatever I want, all I have to ask of him is that he posts onto Galgo News the pictures I send him.

Which is why, if you ever wonder, you never see the horrific pictures of what happens to galgos in Spain - the hangings, the burning alive, the mutilations, the results of torture, trapping in snares - all the pictures of what the sadistic galguerros inflict on these wonderful affectionate loving gentle (except when on the trail of a rabbit, hare or whatever!) dogs.

You will find links to the sites which highlight the poor dogs who have suffered these inflictions in the past, with a warning of what you are about to see.

So, thank you a million times, Craig, for what you have given to me in the way of help with Galgo News, and also indirectly to the galgos and podencos you have helped, and also to highlight the amazing volunteers in Spain who work against tremendous odds and prejudice from their own people, to help these wonderful survivor dogs.

Long may our association last, and in hope that together we may be able to help make a difference and improvement to the horrendous plight of these wonderful dogs, to give hope and encouragement to the amazing volunteers working in Spain to save these dogs from horrendous deaths and unimaginable torturous deaths - and get Spain to realise that the rest of the world is criticising what they are closing their eyes to - the massacre of tens of thousands of galgos at the end of every Spanish hunting season in January, February, and the months following.

As I said, Craig makes no charge for what he does for Galgo News and, so, in thanks to him, I occasionally write an article for him. So, if you are interested, log onto This French Life, and you can read more.

Thank you, Craig, for your support and friendship.»


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

A Victim of Dog Fighting - now safely rehomed in Belgium


Este é mais uma notícia que me chegou via e-mail que relata a triste história de um galgo vítima de lutas de cães. Felizmente teve um final feliz graças à associação Amour des Galgos.
Até quando iremos permitir esta brutalidade?

Sol injured«Amour des Galgos ASBL is a new association formed this year in Belgium, working with Amigos de los Galgos and the Pedro Munoz refuge in Cuidad Real.

One of their recent arrivals was Sol. He was a victim of fighting dogs - illegal in Spain. It's common knowledge that galgos are used as bait in dog fights, as aggression is not in their nature and they don't know how to defend themselves.

Luckily Sol was saved and treated for his wounds, and is now safely rehomed in Belgium. He was not the first galgo they brought out. Their first trip was in April.

Jacques and Patrick were in charge of the lorry, heading for the French/Spanish border, where they were to meet up with 12 galgos at the rendezvous at Biriatou, and take them back to Belgium and a new life free from cruelty and starvation.

Sol injuredNuria Blanca from Amigos de los Galgos, her husband Gonzalo, Loli from the Pedro Munoz refuge and Ivan arrived with the 12 dogs, all beautiful, fully vaccinated, microchipped and castrated.

Whilst they took all the dogs for a walk, Jacques and Patrick prepared the dog cages in the lorry, one for each dog with a comfy duvet to lie on. The dogs were all very calm and, when loaded, they all headed back to Belgium.

The load arrived back at their destination at 8 o'clock on the morning of 6th April, where the rest of the Belgian team were waiting, along with Dr Trassaert, their vet, to check the dogs over, and their paperwork, after their epic journey. Once out of their cages, they were all fed and water, and walked for their toilet.

The first eager adoptants arrived to adopt Cami, it was an emotional moment for the whole team - their first galgo adoption. Each galgo leaves with a new collar, identification tag, strong lead, and a waterproof coat for protection from the wet weather.

To contact Amour de Galgos in Belgium, email Dominique Dely who will be happy to help you.»

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Lição de solidariedade, espírito de equipa, determinação

Um vídeo amador chamado 'Battle at Kruger', inserido em 3 de Maio de 2007 no YouTube, transformou-se num dos grandes fenómenos do portal, atraindo até ao momento mais de 25 milhões de visualizações.
O vídeo enviado pelo usuário Jason275 e filmado pelo turista David Budzinski mostra a batalha de um grupo de búfalos contra leões em plena savana, na reserva de Kruger, na África do Sul.

Sem os recursos técnicos de um documentário real, Budzinski filmou durante oito minutos, com sua câmara tremida, uma cena que documentaristas não tiveram a sorte de capturar, conforme noticiou o Guardian Unlimited.

No início do vídeo, um grupo pequeno de búfalos passeia tranquilamente, com um filhote entre eles. Mas, quatro leões se esgueiram e armam uma emboscada, capturando o filhote e jogando-o na água.

Em uma rápida investida, crocodilos tentam ficar com o pequeno búfalo, contudo os leões conseguem tomar a presa de volta. Os búfalos, que aparentemente tinham ido embora, retornam depois de alguns segundos com toda a manada, prontos para resgatar o filhote, que surpreendentemente se levanta e caminha para a protecção.
Na sequência as presas se tornam os caçadores. Os leões são postos para
correr.

A cena é tão inusitada que o vídeo é um grande sucesso e já atrai a atenção da televisão. O vídeo também sendo declarado como o vídeo favorito de um dos fundadores do YouTube

(e-mail de José Felizardo)


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Codex 632


A primeira vez que peguei neste livro foi logo após ter lido os livros de Dan Brown. Claro que pousei logo o livro, pois não conseguia seguir a história narrativa de uma ponta à outra. Ora estamos no Brasil, ora estamos em Portugal, como de repente estamos em Nova Iorque. Para além deste saltos, comecei a achar que havia muitas coincidências com o Código Da Vinci de Dan Brown. Ambos começam com uma morte (claro que no Codex 632 é uma morte muito mais soft), a personagem principal é um criptanalista e ambas as acções se passam em torno de um documento misterioso. Bem, de semelhanças tem apenas isto. Mas acreditem que foi o suficiente para me desanimar na leitura deste livro.
Depois de ler o Equador, necessitava de uma nova leitura. Virei-me então para o Codex 632 e decidi recomeçar e terminar a sua leitura.
Dito e feito.
Este livro ronda a vida e história de Cristovão Colombo. Existe muita polémica à volta deste marinheiro descobridor, nomeadamente sobre o seu verdadeiro nome e origem. Esta foi a parte mais intrigante do livro. Foi aqui que o meu desejo de chegar à última página surgiu. Quem foi este homem? Seria português? Seria judeu? Porque o segredo em volta da sua vida?
Claro que não nos podemos esquecer que este é apenas um romance e que apesar de muita pesquisa, José Rodrigues dos Santos deu asas à sua imaginação e escreveu-o.
Um ponto que na minha opinião não favorece este livro é que apesar de despertar a curiosidade no leitor, muita descrição pormenorizada tornam certas (e ainda são muitas) partes chatas. Estamos a ler um romance e ao mesmo tempo a levar com lições de História de Portugal e Espanha, e isso muitas vezes aborrece o leitor.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments